20.10.06

sem titulo -2

do alto vago,
de um universo infinito!
essa prosa promete...
então:
do alto vago,
de um universo infinito!
onde meus pensamentos fluem
e refluem
se confundem
ou de difundem
sem sair nem chegar a um ponto
assim como esta prosa
sem pé nem cabeça
que uma prosa não possui cabeça
nem pé ou mão
ou culhão
sem meter o dedão
que confusão

2 comentários:

Gleidiene disse...

kkkk....
Adorei a irreverencia....rsrs...
e a brincadeira com as palavras...rs

Josy disse...

realmente...ele viaja! rs