12.12.06

nosotros

cavalo
baleia
elefante cor de rosa
coelhinhos
um monte pulando para todos os lados
uma supresa
a cada dia

a cada noite

11.12.06

sem titulo 007


ovelhas de natal

Natal de 2003, dezembro de 2003. O escuro do obscuro.
Quadro pintado neste dia, não foi um dos finais de ano mais alegres que tive. Mtos pensamentos negros rondando minha cabeça. Passado sombrio a cada final de ano, trabalhar e ir pra casa sozinho, sem família, sem a Fran. Finalmente terei a companhia da minha filha ao meu lado neste final de ano.
Poderemos desenhar mto.
Explorar.
Fazer castelos de areia. Contar histórias sem pé nem cabeça.
Agora tenho uma família.
finalmente. vai ter arvore de natal, presente.
Quanto se perde em uma vida?
Quanto se ganha?
"A experiência não requer longo tempo, mas sim dedicação".
Que frase linda, nem sei pq está aqui, mas me veio na cabeça!
Vestibular chegando.
Estudo, pouco tempo.
tentando recuperar oq se perde durante a vida.
Escolhas, todas tem um preço, o livre arbítrio. Tem que ter coragem de assumir o livre arbitrio e depois queimar.
Arder na própria fogueira.
Ou brindar a vitória.
Apenas uma vida.
Apenas uma vida, em contagem regressiva.
Depois virar adubo, deixando uma nova geração entrar com seu dilemas mal resolvidos.
quanta baboseira.
Quanta perda de tempo, que até dói!

sem titulo - 06

Vida vivida,
rascunho,
rabisco.
Traços mal feitos,
defeitos.
Perfeito caos.
Laos,
tem no mapa,
Lan Xang, foi o primeiro rei.
Guerra,
Camboja.
Perfeito caos.
Vida após vida.
Dia após dia.
Morte após morte.
Isso sim é HUMANO.
Desumano é o amor,
paz, ser ecologicamente correto.
Humano é o tormento,
busca desenfrreada pelo fim,
pelo material.
Para apodrecer e virar comida de verme, isso sim é humano.

6.12.06

macacos

Infelizamente, sem tempo para escrever, sem inspiração.
Recebi por email o texto abaixo, e tudo que é bom deve ser multiplicado, então:


"Há bilhões de galáxias no universo observável e cada uma delas contém centenas de bilhões de estrelas, em uma dessas galáxias orbitando uma dessas estrelas há um pequeno planeta azul e este planeta é governado por um bando de macacos. Mas esse macacos não pensam em si mesmos como macacos. Eles nem se quer pensam em si mesmos como animais, de fato, eles adoram listar todas as coisas que eles pensam separá-los dos animais: Polegares opositores, autoconsciência, eles usam palavras como Homo Erectus e Australopithecus. Você diz to-ma-te eu digo to-ma-ti. Eles são animais, certo? Eles são macacos. Macacos com tecnologia de fibra ótica digital de alta velocidade mas ainda assim macacos. Quero dizer, eles são espertos, você tem que conceder isso. As pirâmides, os arranha-céus, os jatos, a Grande Muralha da China, isso tudo é muito impressionante, para um bando de macacos. Macacos cujos cérebros evoluíram para um tamanho tão ingovernável que agora é bastante impossível para eles ficarem felizes por muito tempo, na verdade, eles são os únicos animais que pensam que deveriam ser felizes, todos os outros animais podem simplesmente ser. Mas não é tão simples para os macacos, pois os macacos são amaldiçoados com a consciência e assim os macacos têm medo, os macacos se preocupam, os macacos se preocupam com tudo mas acima de tudo com o que todos os outros macacos pensam. Porque os macacos querem desesperadamente se encaixar com os outros macacos. O que é bem difícil, porque a maior parte dos macacos se odeia. Isto é o que realmente os separa dos outros animais. Estes macacos odeiam. Eles odeiam macacos que são diferentes, macacos de lugares diferentes, macacos de cores diferentes. Sabe, os macacos se sentem sozinhos, todos os 6 bilhões deles. Alguns dos macacos pagam outros macacos para ouvir seus problemas. Os macacos querem respostas, os macacos sabem que vão morrer, então os macacos fazem deuses e os adoram. Então os macacos começam a discutir quem fez o deus melhor, e os macacos ficam irritados e é quando geralmente os macacos decidem que é uma boa hora de começar a matar uns aos outros. Então os macacos fazem guerra. Os macacos fazem bombas de hidrogênio, os macacos têm o planeta inteiro preparado para explodir, os macacos não sabem o que fazer. Alguns dos macacos tocam para uma multidão vendida de outros macacos. Os macacos fazem troféus e então eles os dão para si mesmos como se isto significasse algo. Alguns dos macacos acham que sabem de tudo, alguns dos macacos lêem Nietzsche, os macacos discutem Nietzsche sem dar qualquer consideração ao fato de que Nietzsche era só outro macaco. Os macacos fazem planos, os macacos se apaixonam, os macacos fazem sexo e então fazem mais macacos. Os macacos fazem música, e então os macacos dançam, dancem macacos, dancem! Os macacos fazem muito barulho, os macacos têm tanto potencial. Se eles pelo menos se dedicassem. Os macacos raspam o pêlo de seus corpos numa ostensiva negação de sua verdadeira natureza de macaco. Os macacos constroem gigantes colméias de macacos que eles chamam de "cidades". Os macacos desenham um monte de linhas imaginárias na terra. Os macacos estão ficando sem petróleo, que alimenta sua precária civilização. Os macacos estão poluindo e saqueando seu planeta como se não houvesse amanhã. Os macacos gostam de fingir que está tudo bem. Alguns dos macacos realmente acreditam que o universo inteiro foi feito para seu benefício, como você pode ver, esses são uns macacos atrapalhados. Estes macacos são ao mesmo tempo as mais feias e mais belas criaturas do planeta, e os macacos não querem ser macacos, eles querem ser outra coisa mas não são. "

5.12.06

sem titulo - 005