11.6.09

sem título - 078

deixe o vídeo carregar primeiro ;)
leia ouvindo a música












Large Hadron Collider /Conseil Européen pour la Recherche Nucléaire


O Grande Colisor de Hádrons

Possui um túnel de 27 km de comprimento, a 100 metros ao menos debaixo da terra na fronteira da França com a Suíça, onde os prótons serão acelerados no anel de colisão que tem cerca de 8,6 km de diâmetro.


Amplificadores são usados para fornecer ondas de rádio que são projetadas dentro de estruturas repercussivas conhecidas como cavidades de frequência de rádio.


Exatamente 1.232 ímãs bipolares supercondutores de 35 toneladas e quinze metros de comprimento agem sobre as transferências de energias dentro do LHC.


Os detectores de partículas ATLAS, ALICE, CMS e LHCb, que monitoram os resultados das colisões, possuem mais ou menos o tamanho de prédios de cinco andares (entre 10 e 25 metros de altura) e 12.500 toneladas. O LHC custou cerca de 3 bilhões de euros ao contribuinte europeu.


Será utilizado para simular e estudar o Big Bang em uma fração múscula de segundos.


Big Bang observe a data 09/09/08


Foi um acontecimento único. Qualquer tentativa de o descrever em termos de conceitos familiares apenas pode dar uma idéia vaga. Por exemplo, ele é habitualmente referido como uma explosão de matéria e energia, o que é bastante incorreto, uma vez que a palavra “explosão” sugere matéria a ser empurrada para fora por pressões enormes, a partir de um ponto num espaço preexistente. Na “Grande Explosão”, todo o próprio Espaço se expandiu, transportando energia pura com ele, com se estivesse a ser sugada do nada. O Universo não se expandiu para o Espaço vazio; em vez disso, o próprio Espaço expandiu-se (…) e marcou o próprio começo do tempo. Perguntar o que existia antes da “Grande Explosão” seria uma pergunta sem sentido.


Uma Grande Explosão


Um único átomo de urânio fracionado, o suficiente para detonar mega toneladas de tnt. Numa liberação de energia sem precedentes. Os estudos de Einstein para chegar a uma fórmula única, não previam um efeito destruidor usado contra simios pseudo-pensantes.

Esta experiência nuclear é 750 vezes menor do que a Bomba Termo Nuclear. Uma bomba atômica pode ser usada apenas como um gatilho para a Bomba de Hidrogênio. A arma mais mortal descoberta, que reproduz a própria força do Sol. O estudo é baseado na Produção de Energia das Estrelas. Uma produção de temperatura na potencia 20.



Tudo por um único disparo, um único milissegundo.


O facinante Universo...

O Macrocosmo.


Dissolvido pelo etéreo.


Vibrando na quinta dimensão.

Constituindo tudo o que há nele pelos tons de suas cordas vibrantes.

A harmonia Divina.

O Cosmo todo contido em uma vida, o Micro Cosmo.


Aquela replicação do universo dentro de nós.

Cada célula com seu DNA.


Cada célula possuindo todo o resto do organismo.

A arquitetura perfeita.

Assustadoramente perfeita.

Originada de duas metades de células.




e...


































... e você







aquele segundo que conteve toda uma vida

o beijo que detona com igual força a certeza

de que não existe outra mulher

em todo o mundo

que me tome para ela



certeza

brutal

assustadora

uma explosão de sentimento

nunca antes sentida


começo de toda uma vida

a energia

equivalente ao brilho da estrela

que após iniciada

não pode mais ser freada

apenas expande



toma conta


um mês

um único mês

um microcosmo

que contém toda uma vida



todo o macrocosmo




Ane Amarilo

não existem duas mulheres

para toda uma vida


existe uma única

esta mulher em minha vida

é você



somente seu beijo

tem o poder brutal

com a força detonadora do universo


apenas o toque da

suas notas vocais

hipnotizam meus ouvidos



somente o seu

rosto possui o traço perfeito


só o seu riso alegra minha alma

hoje


e sempre
e sempre
sempre

sinto



sinto amor
sinto, ainda, a mesma explosão pairando no ar
i feel love































i feel love

2 comentários:

Melanie Brown disse...

Admiro também a força que está em teu coraçao... :)

Crisneive Silveira disse...

Ainda estou explodindo da leitura do texto, da música, das sensações, da profundidade...
Essa força tem um nome!
Magnífico.