13.4.09

sem título - 074

Para escrever, de que precisa? Tristeza, bem certo.
Nada de boa música, com certeza.
Muitas as que passaram nesta
pouca vida.

Outras tantas e tantas ainda virão,
que fazer, se assim sou?

Sentir demais e nada sentir
De que vale
, se
comedir?

Comedir
como o Edir, o Macedo
aquele com cara de sebo. (para rimar)

continua

ndo

se para onde, não sabe ir...
...nem vir

e no bom "ir e
vir"
de um bom sexo praz
eroso
se perde toda a
paciência

quem sabe isso um dia explique a ciência
e diga para minha conciência

que foge de toda, talvez, descencia...

e de que vale o texto?
se para tudo há um contexto
que "encaixa"

lá se vai mais uma caixa
de supresa ou de Tereza

e de que vale a reza?
se hoje não se compra mais nem vela?

de que vale o circo,
se todos os palhaços estão assistindo? (nem sabem para onde estão indo)

de que vale a rima? (tá ficando poético isso)

então melhor acabar por aqui. (sem rima nem obra prima)

2 comentários:

Líviarbítrio. disse...

A DO R EI.
;)

Juliano Detoni disse...

ganhei minha semana...

bora para a praia curtir este solzãdemeuDeus? Água de côco, cerveja e .. uma arraia desfiada.. hmmm :P